quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

“Gentileza gera gentileza”

Em 1961, na cidade de Niterói, houve um grande incêndio num circo, onde morreram mais de 500 pessoas, a maioria, crianças. Seis dias após o acontecimento, José Datrino acordou alegando ter ouvido "vozes astrais", que o mandava abandonar o mundo material e se dedicar apenas ao mundo espiritual. José foi para o local do incêndio e plantou um jardim e uma horta sobre as cinzas do circo em Niterói. Lá, José Datrino incutiu nas pessoas o real sentido das palavras Agradecido e Gentileza. Foi um consolador voluntário, que confortou os familiares das vítimas da tragédia com suas palavras de bondade. Daquele dia em diante, passou a se chamar “Profeta Gentileza”. O Profeta, pintava nos viadutos cariocas inscrições em verde-amarelo propondo sua crítica do mundo e sua alternativa ao mal-estar da civilização. Citação: “Gentileza gera gentileza”.
Eu sou um seguidor do Profeta Gentileza, pois acredito sim que pequenos gestos de gentileza podem fazer do mundo um lugar melhor. E a mudança do mundo começa na mudança de nós, dos nossos hábitos e no aumento da nossa tolerância com os outros. Claro, que simplesmente isso não vai mudar o planeta, mas certamente vai melhorá-lo. Gestos de gentileza, mesmo pequenos, são poderosos.

7 comentários:

JulyBanet's disse...

Cara, faz mais ou menos um ano eu vi uma reportagem sobre o Profeta Gentileza numa revista bacana (Bons Fluidos) e li sobre essa história dele que me emocionou pacas e agora, depois de um ano ler de novo e no seu blog foi inexplicável!!!
Realmente, Gentileza gera Gentileza...
E aproveitando o espaço queria dar aqui meu "testemunho" de que isso é a mais pura verdade... Não é só filosofia... É verdade... É realidade... Basta colocar em prática para ver...
E eu coloquei! No pequeno nicho de convivência que é o ambiente de trabalho podemos ver resultados em curto prazo!!!
Antes eu não me dava bem com algumas pessoas... E estava ficando um clima e ambiente insuportável... Foi então que eu fiz um teste: ao invés de recrutar, amansava o tom de voz e fazia de conta que fazia de boa vontade o que me pedia... Hj eu posso dizer que me dou hiper bem, que faço as coisas com boa vontade de verdade e que tive o retorno esperado: gentileza gerada por gentileza...
Se todos pudéssemos colocar em prática isto, mesmo que nessas relações de pequena amplitude, o mundo seria melhor... Pois essa pessoa aprendeu e vai colocar em prática com outro, que vai colocar em prática com outro e por aí vai... E por aí vamos...
Beijos Dudu!

Carlos Eduardo A. Barros disse...

Essa é minha amiga Juliana, que sempre que aparece arrebenta nos comentários!!
To com saudades sister!!
bjos

Beatriz Rodrigues disse...

Olha só quem eu encontrei no mundo dos escritores!
Adorei o post! Sabedoria e criatividade andam juntas...Temos que usá-las para o bem!


Um grande beijo!

July Banet's disse...

Tô com saudades de vc tbm!!!

Quando vier para SP, mesmo que ninguém consiga combinar p*** nenhuma, vamos nós, tomar uma breja, ouvir Raulzito e dar umas risadas!!!!

Beijos

Anônimo disse...

amei ler seu blog, realmene gentileza gera gentileza, to pensando realmente em começar isso na minha cidade, serei chamada de louca ou tapada, mas me tocou relmente e busquei a historia dele e li com fundo da musica gentileza da marisa monte, o salvo conduto do mundo sera gentileza, paraabens.

Anônimo disse...

vou te amolar mto pq amei seu blog.......e busco gentilezas pra mim, to tão sendo cuidadora que acabo nunca sendo cuidada, sou gentileza me falta gentilezas...jak

Anônimo disse...

livro ou sabedoria?ser gentil ou receber gentilezas,o mundo ta ppintado de cinzas, teriam que nascer mil gentilezas, posso ate parecer doida mas voi brigar por essa causa.............jak